eSports na sua empresa

eSports na sua empresa

eSports na sua empresa

O cenário competitivo de esportes eletrônicos, o eSports, já foi alvo de duras críticas. Mas o crescimento estrondoso do esporte no mundo trouxe o tradicional vídeo game para o mundo do endomarketing esportivo. Ações relativamente simples e que resultam em colaboradores bastante interessados são uma ótima ideia para melhorar o ambiente na sua empresa.

O crescimento do eSports no Brasil e no Mundo

A partir da popularização do estilo MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) por volta de 2013, com jogos como League of Legends (LOL) e DOTA 2, os investimentos começaram a ser mais incisivos nesse cenário. A Riot Games, produtora do League of Legends, divulgou no começo de 2013 a marca de 32 milhões de usuários cadastrados e 5 milhões de jogares simultâneos, no fim do mesmo ano, já registrava 67 milhões de usuários cadastrados e 7,5 milhões de jogadores simultâneos.

No Brasil o crescimento do LOL, abreviação para League of Legends, foi surpreendente. Em 2016 a final do Campeonato Brasileiro de LOL, o CBLOL, foi realizada no Ginásio do Ibirapuera e transmitida pelo SporTV, que registrou 1,4 milhões de telespectadores, alcançando a marca de 2,1 milhões de espectadores, 700 mil pela internet e 10 mil compareceram ao evento. Em 2017 bateu outro recorde, chegando a 2,6 milhões de espectadores.

Com eventos cada vez maiores a Final do CBLOL 2018 apresentou um super show de abertura com direito a show do Emicida e música em homenagem ao jogo, confira como foi:

https://www.youtube.com/watch?v=vOV9Gcuqt7Y

A Final do Mundial de LOL em 2018 teve recorde de audiência com quase 100 milhões de espectadores no planeta.

Para efeito de comparação, a final da NBA registrou em 2017 24,5 milhões de espectadores no jogo 5, com uma média de 20,4 milhões por partida (a maior média desde 1998). Não à toa, aproveitando o sistema de franquia que a Riot Games adotou para este ano, Cleveland Cavaliers, Golden State Warriors e Houston Rockets compraram uma vaga por US$ 10 milhões na Liga Norte Americana de League of Legends com os times 100 Thieves, Golden Guardians e Clutch Gaming, respectivamente.

O Overwatch, da Blizzard, lançou também a Overwatch League, com patrocinadores como a Intel, HP e Toyota. A liga também funcionou no sistema de franquias, mas custando US$ 20 milhões para os interessados e já foi um sucesso em sua primeira edição, com investimentos de gigantes como Kraft Group (donos do New England Patriots), Miami Heat, Texas Rangers, Comcast Spectator, entre outros.

Ações de endomarketing com eSports

Empresas já utilizam o eSports nas áreas de descompressão. São ótimos para integração dos colaboradores e melhora do ambiente de trabalho. Diversos jogos fazem sucesso, desde os mais clássicos até FIFA 2019, um dos mais jogados.

A organização de um campeonato interno agita a empresa e não atrapalha os processos internos. Com uma premiação para os vencedores e um regulamento bem feito é possível englobar um grande número de colaboradores, utilizar fotos e vídeos na comunicação interna. E tudo com um custo relativamente baixo se compararmos com outras ações de endomarketing.

A Netshoes em São Paulo organizou um campeonato de eSports no ano da Copa do Mundo 2018 e por isso utilizou o FIFA 2018. Jogos eliminatórios permitiram que mais colaboradores participassem. Como os jogos duravam em média 30 min, o campeonato pode acontecer durante o período normal de trabalho. Dois atletas profissionais da equipe Netshoes de FIFA estiveram no evento e ajudaram com dicas e comentários divertidos durante as narrações ao vivo dos jogos. O vencedor levou além da medalha e uma camiseta oficial da equipe profissional um generoso cupom de desconto no site da empresa.

Gostou da ideia mas não sabe como seria realizar uma ação semelhante? Gostaria de adaptar a ideia, mas precisa de ajuda? Entenda como funciona uma agência de endomarketing, e fale com a gente!

 

Comentários: 4

  1. […] sair do ambiente de trabalho, também é possível criar atividades pontuais. Um campeonato de videogame, por exemplo, proporciona emoção aos colaboradores. O mais legal é que o principal jogo de […]

  2. […] partidas de grandes campeonatos em espaços ambientados. Disputarem partidas de vídeo game, o eSports, junto com seus colegas de empresa. E até mesmo, disputar campeonatos corporativos de diversas […]

  3. […] menores não possam se divertir e se conhecer melhor, utilizando o esporte como plataforma. Os eSports, por exemplo, só crescem e têm cada vez mais adeptos no Brasil, e algumas empresas já entenderam […]

  4. […] eSports na sua empresa | RP2 Sport Marketing em Narração no evento esportivo […]

Adicione seu comentário